Polícia libera prédio do WFC após ameaça de bomba

Um dos prédios do complexo do World Financial Center (WFC), na região central de Nova York, que abriga grandes instituições financeiras, entre elas o Nomura Holdings Inc., banco de investimentos japonês, foi temporariamente esvaziado nesta quinta-feira após a descoberta de pacote suspeito. Segundo o Departamento de Polícia de Nova York, o pacote enviado pelo correio continha um objeto parecido com uma granada feita à mão. Investigadores afirmaram mais tarde que o item era aparentemente uma "granada inventada", e ordenou aos trabalhadores do edifício que retornassem a seus escritórios.

AE, Agência Estado

12 de abril de 2012 | 15h15

Um segurança do prédio dois do WFC avisou à polícia sobre o pacote e o esquadrão de bomba foi imediatamente acionado. A segurança do edifício ordenou que as pessoas saíssem do local. "Podemos confirmar que a investigação da política está sendo feita no prédio dois do WFC onde está a sede do Nomura nos EUA. Isso resultou na evacuação do edifício", afirmou o porta-voz do Nomura.

O World Financial Center, que inclui quatro torres, está localizado às margens do Rio Hudson e inclui um extenso corredor de lojas e espaços públicos. O prédio está localizado no lado oposto do local onde aconteceram os ataques do 11 de setembro de 2011 e que derrubou o World Trade Center. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUANova Yorkprédiodesocupação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.