Polícia mata 14 supostos rebeldes islâmicos na Rússia

Funcionários do governo da Rússia disseram hoje que pelo menos 14 supostos insurgentes islâmicos foram mortos, e um policial foi ferido em dois dias de lutas na turbulenta província sulista da Ingushetia, no Cáucaso.

AE-AP, Agencia Estado

12 de fevereiro de 2010 | 18h10

O confronto, que ocorreu nas montanhas com florestas perto da fronteira entre Ingushetia e Chechênia, foi um dos mais sangrentos e longos dos últimos meses na Ingushetia.

Svetlana Gorbakova, do Comitê Investigador da Ingushetia, disse que 14 corpos de supostos insurgentes foram encontrados após os combates, mas Kaloi Akhilgov, porta-voz da presidência da Ingushetia, disse que foram encontrados 18 corpos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.