Polícia mexicana encontra 14 corpos em Acapulco

Pelo menos 14 pessoas foram encontradas mortas em diferentes pontos da cidade turística de Acapulco, na região sudoeste do México. A Secretaria Estadual de Segurança Pública informou hoje que todos os corpos tinham ferimentos a bala, pés e mãos amarrados e olhos vendados. Junto à maioria dos corpos havia cartolinas com mensagens, mas as autoridades não revelaram o conteúdo dos textos.

AE-AP, Agência Estado

27 de agosto de 2010 | 15h29

Seis dos corpos foram encontrados na Autopista do Sol, na altura do povoado de Sabanillas, 392 quilômetros a sudoeste da capital mexicana. Os mortos eram homens, com idades entre 22 e 38 anos. Na estrada federal entre Acapulco e Zihuatanejo, na altura do povoado de Ejido Viejo, 411 quilômetros ao sul da Cidade do México, foram localizados os cadáveres de outros dois homens, com idades entre 28 e 30 anos.

Outros quatro homens foram encontrados em uma rodovia que segue para o viaduto Diamante de Acapulco. Além disso, foram encontrados dois corpos no estacionamento de uma loja na Avenida Costera Miguel Alemán, em Acapulco.

Mais de 28.300 pessoas morreram em todo o país por causa da violência atribuída ao narcotráfico e ao crime organizado desde dezembro de 2006, quando o presidente Felipe Calderón lançou uma ofensiva contra os cartéis de drogas.

Tudo o que sabemos sobre:
Méxicoviolênciatráficoassassinatos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.