Polícia mexicana encontra rifle em local de protesto

A polícia mexicana disse nesta terça-feira que encontrou um rifle de assalto e granadas de mão no local onde aconteceu ontem um protesto e um choque entre estudantes e policiais, que resultou na morte de dois manifestantes. As mortes dos jovens, abatidos a tiros, geraram críticas das organizações de defesa dos direitos humanos. Centenas de jovens pediam por um aumento no subsídio dado a alunos de uma escola agrícola estadual de Guerrero. Eles interromperam o trânsito na autoestrada que liga Acapulco à Cidade do México e a polícia desalojou os manifestantes com brutalidade.

AE, Agência Estado

13 de dezembro de 2011 | 15h31

O procurador-geral do Estado de Guerrero, o general Alberto López, disse que a polícia descobriu o rifle escondido por um jovem, que não era estudante, na cena onde ocorreu o protesto, na autoestrada na capital de Guerrero, Chilpancingo. Ele também disse que a polícia encontrou granadas. Essas armas costumam ser usadas pelos cartéis do narcotráfico mexicano. López disse que existiam "elementos de fora envolvidos nos protestos". Ele não apontou quais eram esses elementos.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.