Polícia norueguesa diz que atirador 'tinha outros alvos'

Oficiais dizem que Anders Breivik falou sobre outros ataques planejados por ele e confirmou ter agido sozinho.

BBC Brasil, BBC

30 de julho de 2011 | 12h27

A polícia da Noruega confirmou neste sábado que Anders Behring Breivik, que admitiu a responsabilidade pela morte de pelo menos 77 pessoas há uma semana, tinha outros alvos em mente.

O porta-voz da polícia, Paal-Fredrik Hjort Kraby, disse que, durante o interrogatório, Breivik falou em termos gerais sobre outros locais que teria pensado em atacar.

No entanto, Kraby se recusou a confirmar as especulações da mídia norueguesa de que os alvos incluiam o Palácio Real e a sede do Partido Trabalhista.

Pelo menos 69 pessoas foram mortas na ilha de Utoeya e outras 8 morreram na explosão de um carro bomba no centro de Oslo algumas horas antes.

Sem ajuda

Breivik foi interrogado pela segunda vez na sexta-feira, e de acordo com a polícia, afirmou ter agido sozinho no dia dos ataques.

"Perguntamos a ele sobre seus movimentos nos prédios do governo antes, durante e depois (do ataque), para verificar que ele estava sozinho, como diz. Agora estamos checando as câmeras de vidro do centro de Oslo para confirmar", disse o porta-voz.

Durante a primeira audiência, na última segunda-feira, Breivik teria afirmado que havia duas células extremistas trabalhando com ele.

Em uma cerimônia em memória das vítimas, na sexta-feira, o primeiro-ministro norueguês, Jens Stoltenberg afirmou que a democracia do país não será minada pelo extremismo.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.