Utah Highway Patrol/AFP
Utah Highway Patrol/AFP

Polícia nos EUA detém menino de 5 anos que queria dirigir de Utah até a Califórnia

Polícia informou que o garoto, que não foi identificado, conseguiu dirigir de dois a três quilômetros de sua casa até ser parado por ela; seu objetivo era comprar um Lamborghini

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de maio de 2020 | 21h50

LOS ANGELES - O que parecia um procedimento de rotina surpreendeu um policial nos Estados Unidos. Depois de forçar um carro a parar em uma estrada de Utah, oeste do país, o agente encontrou um garoto de 5 anos ao volante. 

O menino explicou ao policial, que o deteve na segunda-feira, que ele fugiu de casa depois de discutir com a mãe porque ela se recusou a comprar para ele um Lamborghini. 

"Ele decidiu pegar o carro e ir comprar um na Califórnia", disse a Polícia Rodoviária de Utah no Twitter. "Faltaria dinheiro para pagar pelo carro porque ele só tinha três dólares na carteira."

Em um vídeo divulgado pela polícia, é possível ver o carro que o menino conduzia, de forma vacilante, ao lado de outros veículos em alta velocidade. Quando o policial Rick Morgan ativou a sirene, o veículo parou à esquerda da rodovia.

"Quando Morgan se aproximou a pé do lado do motorista, ele achou estranho não ver a cabeça do condutor pela janela traseira", disse um comunicado divulgado nesta terça-feira pela polícia. 

No vídeo, Morgan pergunta a idade do garoto. "Você tem 5 anos?", Ele exclama: "Uau! Onde aprendeu a dirigir?" 

A polícia disse que o garoto, que não foi identificado, conseguiu dirigir de dois a três quilômetros de sua casa até ser parado pela polícia, que acionou seus pais. 

"A família informou que o irmão mais velho do menino, que estava cuidando dele naquela manhã, adormeceu quando o garoto pegou as chaves do veículo que estavam penduradas em sua casa", disse o comunicado. 

"Felizmente, ninguém ficou ferido e nenhuma propriedade foi danificada durante sua rápida saída", disse a polícia. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.