Polícia nos EUA impede "próximo Columbine"

Dois adolescentes juntavam armas, munição, bombas e outras armas em suas casas, e aparentemente planejavam usá-las para atacar a sua própria escola, segundo autoridades. A informação é da CNN.Os garotos, ambos de 17 anos, foram presos na quinta-feira de manhã na escola em Green Bay, mas suas identidades não foram reveladas. O chefe de polícia Craig Van Schyndle disse que os policiais que encontraram os materiais também encontraram notas de suicídio."De declarações que ouvimos, ficamos realmente preocupados que, sim, em um futuro muito próximo algo iria acontecer", afirmou.Um funcionário encarregado de fazer a segurança da escola (school resource officer) também "descobriu que esses dois estudantes eram obcecados por dor, morte, e tinham pensamentos suicidas", disse Van SchyndleA polícia invadiu suas casas e encontrou as armas, munição, muitas bombas, material para confecção de bombas, roupas camufladas, capacetes e máscaras de gás. Não foram encontradas armas na escola, O chefe disse que os estudantes aprenderam a fazer bombas na internet."Isso era Columbine prestes a acontecer, da prévia que eu tive", disse o promotor John Zakowski. "Só eles sabiam o quanto isso estava próximo de se tornar realidade".Zakowski disse não poder afirmar quais podem ser as acusações, até os interrogatórios terminarem, mas as acusações não serão levadas para a corte adulta. O chefe da polícia disse que as autoridades consideram acusá-los de conspiração para assassinato, e conspiração para cometer incêndio. O superintendente da escola Dan Nerad creditou aos funcionários da escola e às suas relações com os estudantes, permitir eles se darem conta da situação e imediatamente envolver o encarregado da segurança. "Acho que o mais importante é que nada aconteceu, e que isso foi realmente evitado hoje, disse o prefeito Jim Schimitt.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.