Polícia prende 30 ativistas do Greenpeace em protesto

A polícia holandesa prendeu cerca de 30 ativistas do Greenpeace, incluindo o capitão do navio Rainbow Warrior do grupo, em meio a uma tentativa de evitar que um petroleiro russo carregasse petróleo do Ártico.

AE, Agência Estado

01 Maio 2014 | 14h13

"O capitão foi preso e o navio está sendo levado para outro lugar", disse o porta-voz da polícia Roland Eckers, acrescentando que outras 30 foram presos por invasão e por utilizar botes infláveis para evitar que o navio russo atracasse no porto de Roterdã. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Holanda Greenpeace prisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.