Polícia prende 32 durante protesto contra Disneylândia

A polícia da Califórnia, nos Estados Unidos, deteve 32 manifestantes, muitos deles fantasiados de personagens de Walt Disney, depois de uma passeata realizada ontem e que terminou na via de acesso à Disneylândia. Cerca de 2.300 funcionários - entre camareiras, cozinheiros e outros trabalhadores - protestaram para pressionar pela renovação de seus contratos com os hotéis Paradise Pier, Grand Californian e Disneyland Hotel. A passeata começou em um dos três hotéis da companhia. Depois os manifestantes sentaram-se no asfalto e bloquearam o trânsito numa movimentada avenida nos arredores do parque até a polícia chegar e levá-los, à vista dos visitantes do parque, para uma delegacia. Os manifestantes foram indiciados por desacato a autoridade e infrações de trânsito e liberados a seguir, informaram oficiais da polícia de Anaheim, na Califórnia.O contrato deles expirou em fevereiro e o sindicato dos trabalhadores queixa-se que as propostas da controladora dos hotéis sobre o sistema de pagamentos e os planos de saúde. Uma porta-voz da Disney limitou-se a dizer que as negociações com o sindicato continuam.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.