Polícia prende chefe da máfia no sul da Itália

As autoridades do sudoeste da Itália anunciaram a prisão de Antonio Rosmini, chefe da N´drangheta, grupo mafioso que se tornou tão ou mais poderoso que as quadrilhas da Sicília. Rosmini foi preso na Calábria antes do amanhecer, contou o delegado Renato Panvino. Segundo Panvino, o mafioso havia sido condenado à prisão perpétua por ter cometido três homicídios em 1989, durante guerra entre gangues. Rosmini estava foragido desde 1996 e figurava na lista do Ministério do Interior como um dos chefes criminosos mais procurados no país. A N´drangheta é considerada pelas autoridades como mais perigosa que a tradicional máfia siciliana, uma vez que tem contatos com os cartéis do narcotráfico da Colômbia, vendendo drogas e armas por toda a Europa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.