Polícia prende jornalista envolvido em caso de grampos

A polícia britânica prendeu nesta quinta-feira mais um jornalista envolvido no escândalo de grampos telefônicos que chocou o país. O homem de 30 anos não foi identificado. Ele é suspeito de participar de uma conspiração para furtar dados de celulares roubados.

AE, Agência Estado

20 de setembro de 2012 | 13h56

O jornalista é a 14ª pessoa presa na Operação Tuleta, uma das três investigações paralelas sobre o caso. Ele foi detido em sua residência, prestou depoimento em uma delegacia de Londres e depois foi solto sob fiança.

O escândalo veio a publico quando ocorreu a revelação de que repórteres do News of the World rotineiramente invadiam a caixa de mensagens de celebridades e outras figuras públicas. O tabloide fazia parte do conglomerado News Corp., de propriedade do magnata Rupert Murdoch, e foi fechado.

Dezenas foram presos por má conduta e corrupção durante os inquéritos. Acusações criminais foram levantadas contra Rebekah Brooks, ex-chefe das operações britânicas da News Corp., e Andy Coulsoun, ex-editor da publicação e ex-chefe de comunicação do primeiro-ministro David Cameron. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Reino Unidogramposescândalo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.