AFP
AFP

Polícia prende jovens negros que pretendiam atacar agentes nos EUA

Os três suspeitos têm 17, 20 e 23 anos e, na sexta-feira, roubaram as armas de uma loja na cidade de Baton Rouge, na Louisiana; um quarto jovem que também teria participado do roubo ainda é procurado pelas autoridades

O Estado de S. Paulo

13 de julho de 2016 | 09h38

BATON ROUGE, EUA - A polícia da cidade americana de Baton Rouge, na Louisiana, anunciou na terça-feira, 12, a prisão de três jovens negros por roubo de armas de fogo, que supostamente seriam utilizadas para atacar as forças da ordem.

Um dos suspeitos, Antonio Thomas, de 17 anos, disse durante seu interrogatório que ele e três outros suspeitos "roubaram as armas e procuravam munição para atirar contra a polícia", informaram as autoridades.

Na noite de sexta-feira, a polícia de Baton Rouge foi chamada após o roubo das armas de uma loja. As imagens das câmeras de segurança mostraram os suspeitos entrando pelo teto, segundo o comunicado.

Três suspeitos, com 17, 20 e 23 anos, foram detidos, enquanto um quarto é procurado, revelou a polícia, que publicou fotos dos detidos.

A cidade de Baton Rouge, no Estado de Louisiana, tem sido palco de várias manifestações desde a morte, há uma semana, de Alton Sterling, vítima de uma operação policial.

O vídeo da morte de Sterling, que se tornou viral, provocou uma onda de indignação, que aumentou com a morte de outro negro, Philando Castile, no dia seguinte, em Minnesota, também vítima da polícia.

Na quinta-feira passada, o jovem negro Micah Johnson matou cinco policiais em Dallas, no Texas, com um fuzil de assalto, afirmando que queria se vingar pelas mortes dos afro-americanos pela polícia. / AFP

Tudo o que sabemos sobre:
DallasTexasViolência Policial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.