Polícia prende mais de mil manifestantes no Paquistão

A polícia paquistanesa prendeu, nesta segunda-feira, 26, mais de mil pessoas que protestavam contra a demissão de um dos juízes mais importantes do país, segundo informações publicadas pela CNN.O juiz deixou o cargo no início do mês e causou revolta da população contra o governo do Paquistão.Segundo a reportagem da CNN, o governo paquistanês anunciou que as detenções foram realizadas na noite de domingo e madrugada desta segunda-feiraOs partidos de oposição lançaram o movimento "Salvem o Judiciário" em apoio aos advogados que boicotaram as sessões da corte após a demissão do juiz Iftikhar Chaudhry, realizada no dia 9 de março, pelo presidente do Paquistão, Pervez Musharraf.Chaudhry foi acusado pelo presidente de abuso de poder e foi detido.Em seguida, pelo menos 14 juízes renunciaram por conta do caso de Chaudhry. Na semana passada, o vice-procurador geral do Paquistão, Nasir Saeed Sheikh, também abandonou o cargo em protesto.Chaudhry foi indicado por Musharraf em 2005, mas recentemente começou a atuar independentemente do governo em casos que envolviam o desaparecimentos de supostos terroristas e ativistas dos diraitos humanos.A próxima sessão em torno das ameaças contra Chaudhry está marcada para o dia 03 de abril. A Suprema Corte já anunciou que vai continuar com os protestos por todo o país neste dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.