Polícia prende neonazistas israelenses

A polícia de Israel prendeu oito jovens imigrantes da ex-União Soviética, todos com cidadania israelense, integrantes de um grupo neonazista acusado de atacar trabalhadores estrangeiros, judeus religiosos, dependentes de drogas e homossexuais. Os ataques estavam registrados em vídeos e fotografias, que foram exibidos pela televisão de Israel e causaram profunda comoção no país. Com os adolescentes, foram apreendidos explosivos e armas, além de um retrato de um dos membros com um fuzil M16 em uma mão e um cartaz com os dizeres ?Heil Hitler? (Salve Hitler) na outra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.