Polícia rejeita queixas de assassino norueguês

A polícia da Noruega disse ter rejeitado uma queixa feita pelo assassino em massa Anders Behring Breivik sobre más condições da prisão onde se encontra.

AE, Agência Estado

24 de fevereiro de 2014 | 18h01

Em nota divulgada na segunda-feira, a polícia disse que investigou e recusou as alegações de Breivik de que estava sendo mantido sob condições ilegais. Este mês, ele ameaçou entrar em greve de fome a menos que as suas condições prisionais melhorassem. Entre outras coisas, o prisioneiro reclamou de ser mantido em isolamento e exigiu acesso a melhores videogames, um sofá e uma academia de ginástica maior.

Breivik está cumprindo uma sentença prisional de 21 anos por matar oito pessoas com uma bomba na sede do governo e outras 69 pessoas com tiros no acampamento da juventude do Partido Trabalhista, de esquerda, em 2011. A sua sentença pode ser estendida enquanto ele for considerado perigoso. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
noruegabreivikassassinoprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.