Polícia reprime protesto de advogados na Tunísia

A polícia tunisiana lançou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar manifestantes que atiravam pedras e depredavam lojas em Túnis nesta segunda-feira. Diversas pessoas foram detidas, disse um funcionário do Ministério de Interior da Tunísia, sem especificar o número.

Agência Estado

15 de agosto de 2011 | 20h43

O inesperado episódio de violência ocorreu durante um protesto de advogados descontentes com o que avaliam como a continuidade da corrupção nos tribunais do país por conta das sentenças contra colaboradores do regime de Zine El Abidine Ben Ali, deposto em janeiro. Os advogados consideram as penas brandas demais.

Um governo interino vem tentando promover uma transição política na Tunísia depois de décadas de ditadura. Ben Ali foi deposto em janeiro em um levante popular que desencadeou revoltas similares em diversos países do norte da África e do Oriente Médio. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Tunísiaprotestoadvogados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.