Polícia retira peça de avião encontrada perto do WTC

A polícia de Nova York utilizou nesta quarta-feira um sistema de guindastes para retirar uma possível parte de um dos aviões envolvidos nos ataques de 11 de setembro de 2001 do vão entre dois prédios perto do local onde ficava o World Trade Center. Exames médicos mostraram que não existe nenhum vestígio de corpos de vítimas no local.

Agência Estado

01 de maio de 2013 | 18h56

Foram necessários seis homens para içar o pedaço contorcido de metal, que pesa aproximadamente 115 kg e contém manivelas, alavancas e parafusos. Eles o passaram por cima de um edifício de três andares e depois depositaram em um gramado. Curiosos acompanharam toda a operação, tirando fotos enquanto a peça era colocada em um caminhão e levada para uma unidade da polícia no Brooklyn.

A peça foi descoberta uma semana atrás, presa em um pequeno vão entre um prédio de apartamentos e uma mesquita. Autoridades norte-americanas acreditam que o pedaço enferrujado de metal era parte de uma das aeronaves que colidiram contra o World Trade Center em 2001.

Representantes da fabricante de aeronaves Boeing afirmaram que a peça é de um dos seus aviões, mas não é possível determinar qual. As duas aeronaves que colidiram contra os prédios eram do modelo 767. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
11 de setembroaviãopeçaretirada

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.