AFP PHOTO / Vasily MAXIMOV
AFP PHOTO / Vasily MAXIMOV

Polícia russa liberta Navalni, o principal adversário de Putin

Potencial adversário do presidente na eleição presidencial de 2018, ele ficou 25 dias na prisão

O Estado de S.Paulo

07 Julho 2017 | 12h22

MOSCOU - O principal opositor ao Kremlin, Alexei Navalni, foi libertado nesta sexta-feira, 7, após passar 25 dias preso por ter organizado uma grande manifestação anticorrupção desautorizada pelas autoridades, nas ruas de Moscou, em 12 de junho passado.

"Alexei chegou à sede do Fundo de Luta contra a Corrupção (FBK)", anunciou sua porta-voz, Kira Iarmich, no Twitter, postando uma foto do opositor. O FBK foi criado por Alexei para denunciar a corrupção das elites.

A polícia transferiu Alexei para um outro centro de detenção para colocá-lo em liberdade longe das câmeras e dos jornalistas, acrescentou a porta-voz.

Ontem, a polícia fez uma batida em seu local de campanha, que não é o mesmo do FBK. Além de bloquear o acesso ao local, levaram computadores, cartazes e outros materiais de campanha.

Potencial adversário de Vladimir Putin na eleição presidencial que acontece em março de 2018, Alexei Navalni foi condenado a cumprir 30 dias de prisão. A pena acabou sendo reduzida para 25 dias.

Navalni já havia sido preso, por 15 dias, pela convocação de outro protesto na capital, no final de março. Em ambas as manifestações, a de junho e a de março, centenas de pessoas foram detidas.

Seu futuro político continua incerto. No mês passado, a Comissão Eleitoral Central o considerou inapto a se candidatar à disputa pelo Kremlin, em virtude de uma condenação na Justiça por desvio de recursos. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.