Polícia tailandesa busca pedófilo procurado pela Interpol

Segundo informações, ele era professor de inglês na Coréia do Sul e chegou à Tailândia no dia 11 de outubro

Efe,

16 de outubro de 2007 | 03h03

A polícia tailandesa prossegue nesta terça-feira, 16, a operação de busca do suposto pedófilo reincidente identificado pela Interpol. A fotografia do suspeito foi divulgada na internet e a polícia pede a colaboração da população. As autoridades tailandesas divulgaram a fotografia do suspeito, de nacionalidade britânica, segundo a Interpol. Segundo as informações, ele chegou no dia 11 de outubro ao aeroporto de Subarnabumi, em Bangcoc, procedente de Seul (Coréia do Sul). A Interpol informou na segunda-feira que o suposto pedófilo era professor de inglês na Coréia do Sul e seu apelido é "Vico". Apesar de conhecer sua identidade, nacionalidade, data de nascimento, número de passaporte e trabalho atual e anterior, a Interpol optou por não revelar publicamente esses dados. Imagens de câmaras de vídeo mostram o homem no aeroporto de Seul antes de tomar um vôo com destino à Tailândia. Em 7 de outubro, a Interpol anunciou ter colocado em seu site a imagem de um suspeito de abusos sexuais contra menores em vários países, e pediu a ajuda dos cidadãos para identificá-lo. Nos dias posteriores responderam a essa chamada cerca de 350 pessoas, que forneceram dados que permitiram estreitar o cerco contra o homem. O próprio pedófilo ou cúmplices tinham feito circular pela Internet imagens de conteúdo sexual com menores, embora elas tenham sido alteradas digitalmente para dissimular o rosto do adulto.

Tudo o que sabemos sobre:
TailândiaInterpolpedófilo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.