Polícia turca detém 22 supostos membros da Al-Qaeda

Documentos que podem pertencer à organização terrorista foram confiscados na operação

Efe

29 de março de 2010 | 09h40

A Polícia turca deteve nesta segunda-feira, 29, 22 suspeitos de pertencer à rede terrorista Al-Qaeda, em uma operação praticada em várias províncias da Anatólia.

 

Veja também:

linkEm visita-surpresa ao Afeganistão, Obama pressiona Karzai 

linkArábia Saudita detém 113 militantes ligados à Al-Qaeda  

 

Os meios de imprensa turcos informaram que durante a operação foram confiscados documentos supostamente pertencentes à organização terrorista e três armas de fogo. As detenções aconteceram nas províncias de Aksaray, Ancara e Manisa.

 

Vários dos detidos foram conduzidos a dependências da unidade antiterrorista da Polícia na cidade de Aksaray.

 

No mês de janeiro, as autoridades turcas detiveram 120 suspeitos de colaborar com a Al-Qaeda, no maior golpe a esta rede terrorista no país.

 

As forças de segurança turcas iniciaram suas investigações e batidas contra a infraestrutura da Al-Qaeda na Turquia, por causa dos atentados suicidas em 2003 contra duas sinagogas, o consulado britânico e o banco HSBC em Istambul, que causaram 58 mortos e mais de 600 feridos.

Tudo o que sabemos sobre:
TurquiaprisãomembrosAl-Qaeda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.