Mahir Alan/Dha-Depo Photos via AP
Mahir Alan/Dha-Depo Photos via AP

Polícia turca detém mais de 700 pessoas por supostos vínculos com EI

Operação iniciada domingo em 29 províncias é a maior contra o grupo terrorista realizada na Turquia; primeiras informações sobre a operação realizada falavam de 450 presos

O Estado de S.Paulo

06 Fevereiro 2017 | 12h40

ANCARA - O Ministério do Interior da Turquia anunciou nesta segunda-feira, 6, a detenção de 748 pessoas por suposta vinculação com o grupo terrorista Estado Islâmico (EI), resultado de uma grande operação policial que começou na madrugada de domingo em 29 províncias do país. As primeiras informações sobre esta operação realizada no domingo falavam de 450 presos.

Outros 72 suspeitos foram detidos na semana passada, elevando o total de supostos membros do EI capturados para 820, afirmou o ministério turco em comunicado. Trata-se da maior operação contra o grupo terrorista na Turquia desde o atentado na noite de Ano Novo contra a boate Reina em Istambul, que causou a morte de 39 pessoas, entre elas 26 estrangeiros.

A agência de notícias "Anadolu" informou que algumas detenções foram realizadas nas províncias de Adana, Ancara, Bursa, Istambul, Konya e Sanliurfa. A maior das prisões ocorreu no domingo em Sanliurfa, província que faz fronteira com a Síria, quando equipes da polícia antiterrorista detiveram 150 supostos integrantes do EI de nacionalidade síria.

A operação acontece um mês depois de um atentado que deixou 39 mortos em uma discoteca de Istambul durante o Ano Novo, ato reivindicado pelo Estado Islâmico na Turquia. / AFP e EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.