AFP PHOTO / GURCAN OZTURK
AFP PHOTO / GURCAN OZTURK

Polícia da Turquia mata cinco supostos membros do Estado Islâmico

Em operação contra uma célula extremista no centro do país, agentes apreenderam cinco fuzis, uma pistola e uma grande quantidade de munições

O Estado de S.Paulo

12 Julho 2017 | 05h06

ISTAMBUL, TURQUIA - A polícia da Turquia anunciou nesta quarta-feira, 12, que matou cinco supostos membros do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) durante uma operação contra uma célula extremista no centro do país.

"Cinco terroristas que apresentavam uma resistência armada às forças de segurança foram neutralizados", afirmou o governo da Província de Konya em um comunicado. "Quatro integrantes das forças de segurança ficaram levemente feridos", completa a nota.

Na operação, que aconteceu durante o amanhecer, a polícia apreendeu cinco fuzis, uma pistola e uma grande quantidade de munições, afirma o comunicado.

A Província de Konya abriga uma base militar da Otan e várias instalações militares turcas.

Nos últimos dois anos, a Turquia sofreu vários atentados atribuídos ao Estado Islâmico. Os jihadistas reivindicaram em particular a autoria de um ataque contra uma casa noturna de Istambul durante uma festa de réveillon.

Estado de emergência

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse nesta quarta-feira que está fora de questão, sob as circunstâncias atuais, suspender o estado de emergência na Turquia, imposto logo após uma tentativa fracassada de golpe militar no dia 15 de julho.

"Não pode haver nenhuma questão de suspender o regime de emergência com tudo isso acontecendo. Eles perguntam quando o regime de emergência vai terminar. Vai terminar quando esse negócio estiver completamente passado", disse o líder em um discurso para investidores em Ancara. / AFP e REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Estado Islâmico Turquia Terrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.