Polícia turca reprime manifestação contra ataques

A polícia turca usou gás lacrimogêneo em Istambul para dispersar cerca de 2 mil manifestantes que entoavam refrões antiamericanos e protestavam contra os ataques liderados pelos EUA no Afeganistão. Cerca de 60 pessoas foram presas durante a manifestação, ocorrida logo após as tradicionais orações muçulmanas de sexta-feira.Após as orações na mesquita Beyazit, os manifestantes se reuniram numa praça nas proximidades, gritando "Abaixo a América" e "Vamos atacar aqueles que atacam o Afeganistão". "Estados Unidos terroristas, amo você Laden", dizia uma faixa carregada pelos manifestantes, que também queimaram uma bandeira dos EUA e entoaram refrões condenando o apoio do governo turco para os ataques liderados pelos Estados Unidos. Eles também gritaram "Viva por muito tempo, Bin Laden", e recitaram orações fúnebres pelos afegãos mortos nos ataques, que começaram no último domingo.Osama bin Laden é o principal suspeito dos atentados terroristas do dia 11 de setembro nos EUA. A polícia deixou os manifestantes entoarem seus refrões por cerca de 20 minutos, antes de agir. Não foram divulgados casos de feridos.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.