Polícia volta a reprimir protesto de mineiros

Centenas de policiais sul-africanos dispararam bombas de gás lacrimogêneo e munição de borracha contra mais um grande protesto de trabalhadores de uma mina em Marikana, região próxima à capital, Pretória. Em 14 de agosto, a cidade foi palco do mais violento confronto na África do Sul desde o fim do apartheid, quando 34 mineiros morreram e 70 ficaram feridos em meio aos distúrbios. Ontem, policiais apreenderam centenas de facões e outras armas dos trabalhadores, segundo autoridades sul-africanas.

O Estado de S.Paulo

16 de setembro de 2012 | 03h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.