Policiais do caso Jean Charles são absolvidos

A Justiça britânica anunciou ontem que nenhum policial será responsabilizado individualmente pela morte a tiros do brasileiro Jean Charles de Menezes, de 27 anos, em julho de 2005 na estação Stockwell do metrô de Londres, ao ser confundido pela polícia com um homem-bomba. Em dezembro, os jurados já haviam considerado que as provas do caso eram "inconclusivas", o que levou a família do brasileiro a pedir uma revisão da sentença. Na nova análise, o promotor Stephen O?Doherty, responsável por revisar as provas, diz que "as evidências são insuficientes para se afirmar que algum delito tenha sido cometido individualmente". A família do brasileiro anunciou que desistirá da via judicial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.