Policiais e rebeldes mortos em combates na Colômbia

Seis policiais e 4 guerrilheiros morreram, 4 policiais foram feridos e outros dois seqüestrados nesta quinta-feira, em duas ações armadas das FARC e do ELN nos municípios colombianos de Cañasgordas e Sandoná. Na primeira ação, rebeldes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) invadiram Cañasgordas e atacaram o quartel policial e outras instalações oficiais com armas pesadas e dinamite. As autoridades locais informaram que dois policiais morreram no ataque, e um terceiro agente, que estava de folga, foi capturado pelos guerrilheiros e assassinado nos arredores da cidade. Outros dois policiais e mais dois civis ficaram feridos na ação. Quatro guerrilheiros forma mortos por unidades do exército e da polícia enviadas à região. Os rebeldes sequestraram 120 estudantes locais, que foram libertados duas horas depois, denunciou o exército. As tropas, apoiadas por um avião da Força Aérea Colombiana (FAC), retomaram o controle da cidade na noite desta quinta-feira. Os guerrilheiros fugiram pelas montanhas da região. Na segunda ação guerrilheira, três policiais morreram e outros dois ficaram feridos em Sandoná, numa emboscada do Exército de Libertação Nacional (ELN) contra o veículo em que os soldados se deslocavam. Uma camponesa ficou ferida, e outros dois soldados foram sequestrados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.