Policiais enfrentam israelenses ortodoxos em Jerusalém

Cerca de cem jovens ultra-ortodoxos israelenses enfrentaram neste domingo , 8, a polícia quando esta tentou frear um protesto no centro de Jerusalém contra a venda de pão fermentado durante a Páscoa judaica.Os religiosos radicais iniciaram a manifestação no bairro de Mea Shearim, onde a maioria deles vive, para depois se dirigirem a uma rua do centro onde é vendido pão fermentado, cujo consumo é tradicionalmente proibido durante o Pessach (a Páscoa judaica), assim como comida não "kosher".A Polícia tentou impedir o protesto e ordenou aos manifestantes que se dispersassem. Vinte deles conseguiram bloquear uma rua com contêineres de lixo e tábuas de madeira."Aproximaram-se de nosso estabelecimento para repreender alguns clientes com frases como: ´Vão para o inferno´ e ´Deus está do nosso lado´", disse à Efe Sharon, funcionário de uma lanchonete que serve pão fermentado e bacon (cujo consumo é proibido pelo judaísmo durante todo o ano por ser carne de porco).Os agentes tentaram então desbloquear a rua à força, ao que os ultra-ortodoxos responderam lançando pedras. Outro grupo de radicais religiosos tentou protestar numa rua próxima, mas foi contido pela polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.