Policiais invadem Ministério do Interior do Iêmen

Policiais leais ao ex-presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, invadiram nesta terça-feira o Ministério do Interior do país, levando a confrontos que deixaram dez pessoas mortas e feridas na capital iemenita, de acordo com um oficial que falou sob anonimato. Segundo ele, a invasão começou após a multidão protestar em frente ao ministério. Saleh renunciou no começo deste ano, após mais de 12 meses de protestos e de uma brutal repressão que deixou perto de mil mortos.

AE, Agência Estado

31 de julho de 2012 | 14h19

O oficial disse que os policiais foram ajudados por beduínos partidários de Saleh. Os policiais e os beduínos acusam o governo atual do Iêmen de corrupção. O oficial também disse que o sobrinho de Saleh, Yahia Mohammed Abdullah Saleh, que ainda comanda a força policial, enviou mais policiais ao protesto, pouco antes do ministério ser invadido. O ministério invadido é justamente o que comanda a força policial e seu prédio localiza-se na rodovia que liga Sanaa ao aeroporto. Segundo o oficial, os policiais amotinados continuam no controle do prédio invadido e das ruas vizinhas ao ministério.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.