Policiais que provocaram crise na França serão indiciados

Um juiz de Bobigny, nos arredores de Paris, acusa dois oficiais de polícia de conexão com a morte por eletrocução de dois jovens que fugiam da polícia no fim de 2005. O incidente desencadeou três semanas de violentos distúrbios por toda a França.Os dois oficiais serão indiciados por "omissão de socorro a pessoas em perigo", revelaram funcionários da corte. O juiz pretende formalizar as acusações em seu relatório final sobre o caso, revelaram as fontes. O indiciamento pode ocorrer ainda hoje.Zyed Benna, de 17 anos, e Bouna Traore, de 15, morreram em 27 de outubro de 2005, quando esconderam-se da polícia em uma central de distribuição de energia em Clichy-sous-Bois, na periferia parisiense.Um relatório interno divulgado pela polícia em setembro concluiu que os oficiais envolvidos não souberam conduzir o caso. Segundo o procedimento padrão da polícia local, os oficiais deveriam ter notificado a companhia energética, e não continuado a perseguir os rapazes, como aconteceu.O incidente desencadeou confusões na periferia de Paris. A violência rapidamente se disseminou para os arredores das principais cidades francesas e levou três semanas para ser contida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.