Policiais questionam novo alerta de terror nos EUA

Representantes da polícia americana e do corpo de bombeiros acusaram a administração Bush de guardar informações sobre potencial ameaça terrorista para obter vantagem política. As declarações foram feitas durante conferência telefônica promovida pelos organizadores da campanha de John Kerry, rival político de Bush na corrida pela presidência dos EUA. Harold Schaitberger, presidente da Associação Internacional dos Bombeiros, disse não duvidar da ameaça terrorista, mas que estava irritado com indicações de que as informações de ameaça iminente já estavam disponíveis há semanas. "Acredito ser horrivelmente conveniente e suspeito que (as informações de hoje) venham a estar relacionadas diretamente à mensagem recente do presidente à Nação, assim como à sua problemática queda nas pesquisas", disse. O presidente da associação dos oficiais de polícia, David Holway, também colocou em questão o momento do anúncio de evidências terroristas pelo secretário da Justiça dos EUA, John Ashcrof, e pelo diretor do FBI, Robert Mueller, citando o lançamento, ontem, de uma nova propaganda de campanha por Bush. "É muito suspeito que ontem falou-se sobre terror e sobre a posição de John Kerry e que hoje tenhamos informação de ameaça maior de terrorismo", disse Holway. As informações são do site CBS MarketWatch.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.