Policiais são condenados por abrir fogo contra desabrigados pelo furacão Katrina

Um júri federal americano condenou ontem cinco policiais que abriram fogo contra desabrigados durante um tumulto sobre uma ponte de New Orleans, uma semana depois da passagem do furacão Katrina, em 2005. Duas pessoas morreram e quatro ficaram feridas. Parentes das vítimas festejaram a condenação (foto). Robert Faulcon, Robert Gisevius, Kenneth Bowen, Anthony Villavaso e Arthur Kaufman foram condenados por encobrir o incidente. Apenas Kaufman não foi condenado por violações dos direitos civis. Os policiais chegaram a colocar uma arma na cena do crime para justificar os disparos, mas o júri não considerou que o incidente assassinato. A sentença ainda não foi anunciada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.