Policiais são culpados por atacar negros na África do Sul

Quatro dos seis policiais que admitiram soltar cães em cima de três homens negros em um ataque gravado em vídeo foram considerados culpados hoje, no primeiro dia de julgamento do caso.Jacobus Petrus Smith, de 31 anos, Lodewyk Christiaan Koch, de 32, Robert Benjamin Henzen, de 32, e Eugene Werner Truter, 28, confessaram-se culpados da acusação de agressão diante da Alta Corte de Pretória. Segundo os quatro, o evento, ocorrido em 1998, era um exercício destinado a treinar cães da polícia a atacarem sob instrução.Os outros dois acusados, Nicolas Kenneth Loubser e Dino Guiotto, ambos com 27 anos, declararam-se inocentes das acusações.À época, os policiais foram afastados da corporação sem direito a pagamento. Mais tarde, Loubser, Guiotto e Truter demitiram-se da força policial.O vídeo do ataque de 1998 foi aparentemente gravado por um dos policiais. Veiculado pela estação de TV nacional, ele mostra os policiais jogando os cães sobre três moçambicanos, atacando-os e gritando frases racistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.