Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Tulsa County Inmate Information Center via AP
Tulsa County Inmate Information Center via AP

Policial branca que matou negro desarmado é solta após pagar fiança de US$ 50 mil

Betty Shelby, de 42 anos, disparou contra Terence Crutcher quando ele baixava os braços para pegar algo no interior de seu carro

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de setembro de 2016 | 11h39

TULSA, OKLAHOMA - Uma agente policial branca de Tulsa, em Oklahoma, que matou um homem negro desarmado, cujo veículo havia quebrado e bloqueado uma estrada, se entregou às autoridades nesta sexta-feira, 23, de acordo com registros oficiais.

Betty Shelby, de 42 anos, entrou na delegacia pouco depois da 1h local (3h em Brasília) e respondeu às acusações de homicídio em primeiro grau com relação à morte de Terence Crutcher, de 40 anos. Contudo, cerca de 20 minutos depois, ela foi solta após pagar uma fiança de US$ 50 mil. Betty ainda deverá comparecer ao tribunal para prestar depoimento no dia 30 de setembro.

Documentos do escritório de Tulsa apontam que Betty exagerou em sua atuação como policial, o que agravou a situação e fez com que ela atirasse em Crutcher na sexta-feira, segundo advogados.

Veja abaixo: Vídeo mostra policial matando homem negro desarmado nos EUA

O episódio, que foi registrado em vídeo, intensifica ainda mais a tensão racial nos EUA e os confrontos entre a população negra e policiais brancos, além de ressaltar o debate sobre o uso excessivo da força policial contra minorias e alegações de preconceito racial dos agentes americanos. /ASSOCIATED PRESS e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.