Policial de Ferguson diz que não queria matar

Policial de Ferguson diz que não queria matar

Darren Wilson afirmou que "a única emoção que senti foi medo e então era uma questão de sobrevivência e treinamento"

Estadão Conteúdo

26 Novembro 2014 | 15h44

O policial Darren Wilson, de Ferguson, disse que "nunca quis tirar a vida de ninguém" e sente muito pela morte de Michael Brown.

Wilson declarou, em entrevista ao programa "Good Morning America", da rede ABC, que foi ao ar nesta quarta-feira, que seguiu seu treinamento quando atirou contra um adolescente negro desarmado. Durante o confronto com o jovem, ele afirmou que "a única emoção que senti foi medo e então era uma questão de sobrevivência e treinamento".

Wilson disse que só disparou contra Brown quando o adolescente estava de frente para ele e não quando ele virou de costas. Ele disse que viu no adolescente um alto nível de agressão e fúria que era "quase insondável".

Wilson diz que entende a raiva dos pais de Wilson porque eles estão sofrendo a perda do filho. E declarou, "sinto muito que seu filho tenha perdido a vida". Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.