Policial e guarda-costas da presidência morrem no Iraque

Um coronel da Polícia e dois guarda-costas de um dos dois vice-presidentes do Iraque foram assassinados nesta segunda-feira em Bagdá, enquanto um carro-bomba explodiu em frente à embaixada iraniana e causou ferimentos em uma pessoa. Segundo fontes policiais, o coronel Saleh Kamel morreu ao ser baleado por um grupo de pistoleiros, quando viajava em seu carro pelo bairro de Al-Waziriya, no norte da capital. O capitão de Polícia Ahmed Abdallah afirmou que o motorista de Kamel também morreu no atentado. Além disso, dois guarda-costas do vice-presidente xiita Adil Abdel-Mahdi morreram e um terceiro ficou ferido em um ataque similar no bairro Al-Safarat. Abdel-Mahdi é um destacado membro da Assembléia Suprema para a Revolução Islâmica no Iraque, a principal formação política do país e cujo chefe, Abdel Aziz al-Hakim, é o líder da Aliança Iraquiana Unida, que tem a maioria das 275 cadeiras do Parlamento. Por outro lado, um carro-bomba estacionado perto da embaixada iraniana no oeste de Bagdá explodiu pela manhã e feriu uma pessoa, enquanto 13 veículos foram danificados.

Agencia Estado,

13 Novembro 2006 | 08h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.