St. Louis Post/AP
St. Louis Post/AP

Policial mata homem em cidade vizinha de Ferguson

Quase 100 pessoas se reuniram no local após ocorrido; vítima estava acompanhada de um segundo suspeito, que fugiu 

Estadão Conteúdo

24 de dezembro de 2014 | 10h13

Berkeley - Um policial atirou e matou um homem que havia lhe apontado uma arma na noite de terça-feira (23) em um posto de gasolina na cidade de Berkeley (Missouri), que fica ao lado de Ferguson, onde a morte do jovem negro Michael Brown por um policial branco em agosto levou a uma onda de violentos protestos nos Estados Unidos. Na manhã desta quarta-feira quase 100 pessoas estavam reunidas no local do episódio.

Segundo o porta-voz da polícia do Condado de St. Louis, sargento Brian Schellman, um policial estava realizando uma ronda de rotina em Berkeley quando avistou dois suspeitos no posto de gasolina e se aproximou, por volta das 23h15 (horário local). Um deles sacou uma arma e apontou para o policial, que reagiu e acabou matando o suspeito. O outro fugiu.

O Departamento de Polícia do Condado de St. Louis está investigando o caso. A identidade do homem morto não foi oficialmente revelada, mas o jornal local St. Louis Post Dispatch disse que uma mulher no local do incidente identificou ele como seu filho, Antonio Martin, de 18 anos. Segundo ela, ele estaria com a namorada no momento da confusão.

Poucas horas após o ocorrido dezenas de pessoas se reuniram no local, incluindo alguns dos principais líderes dos protestos em Ferguson. Eles retiraram a fita da polícia que isolava o local e enrolaram no pescoço, para simular um enforcamento, além de gritar palavras de ordem contra os policiais. /AP

Mais conteúdo sobre:
EUApolíciamorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.