Policial mata homem que apontava arma para refém no Canadá

Um franco-atirador da polícia canadense matou com um tiro um homem que mantinha uma mulher como refém em frente à Union Station, movimentada estação ferroviária de Toronto, em plena hora do rush. A captura da refém, que lançou o trânsito de Toronto no caos, seguiu-se a um assalto no qual uma outra mulher foi baleada. A refém, que ficou em poder do criminoso por 40 minutos, saiu do incidente assustada, mas sem ferimentos.O assaltante era perseguido por um policial quando capturou uma pedestre como refém. Ele manteve o que parecia ser uma escopeta de cano serrado apontada para a cabeça dela. Segundo a polícia, esforços para negociar com o suspeito não tiveram sucesso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.