Política detém mais de 80 manifestantes em Ferguson

Autoridades informaram que mais de 80 pessoas foram detidas durante as manifestações em Ferguson, depois de um júri ter se recusado a indiciar o policial branco Darren Wilson pelos disparos que mataram Michael Brown, de 18 anos, um adolescente negro que estava desarmado, em agosto.

Estadão Conteúdo

25 de novembro de 2014 | 14h13

A polícia do condado de St. Louis divulgou os registros nesta terça-feira, mostrando que 61 pessoas foram detidas por acusações que vão de roubo a invasão de propriedade. O prefeito de St. Louis, Francis Slay, informou que 21 pessoas foram detidas na cidade.

Manifestantes irritados atearam fogo em prédios e carros de polícia e saquearam o comércio de Ferguson, subúrbio de St. Louis, na noite de segunda-feira, após o anúncio da decisão judicial. Pelo menos 14 pessoas ficaram feridas durante os protestos.

Muitos distritos da região de Ferguson cancelaram aulas nesta terça-feira por temer pela segurança das crianças e das escolas.

A família de Brown disse que estava desapontada com a decisão, mas pediu que as pessoas não recorressem à violência. O presidente Barack Obama, que também pediu calma, afirmou que a decisão do Judiciário deve ser aceita. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.