Político 'convida' a Al-Qaeda a agir na Itália

Beppe Grillo, líder de oposição na Itália, falou demais em seu último comício. Criticando a intervenção da França no Mali, Grillo disse que pode "dar as coordenadas" para um ataque se a Al-Qaeda resolver "bombardear" algum alvo na Itália.

O Estado de S.Paulo

04 de fevereiro de 2013 | 02h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.