Político laico ganha prefeitura em Jerusalém

Eleição encerra cinco anos de governo ultra-ortodoxo na cidade

O Estadao de S.Paulo

13 de novembro de 2008 | 00h00

O empresário laico Nir Barkat tornou-se o novo prefeito de Jerusalém após vencer nas urnas o ultra-ortodoxo Meir Porush. O prefeito eleito teve 52,4% dos votos contra 43,4% de Porush. Barkat sucederá o ultra-ortodoxo Uri Lupolianski, encerrando cinco anos de governo religioso na cidade - responsabilizado pela fuga de empresas e aumento da pobreza.A eleição foi boicotada pela maior parte dos palestinos de Jerusalém - quase um terço de seus 750 mil habitantes. Apesar de ser um notório opositor da partilha da Cidade Santa com a Autoridade Palestina, Barkat prometeu governar para "todos os moradores de Jerusalém", incluindo árabes e judeus ortodoxos.O prefeito eleito abandonou o partido centrista Kadima depois que o primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, também da legenda, considerou a possibilidade de deixar partes árabes de Jerusalém sob controle palestino. Barkat, ex-capitão do Exército, firmou então uma aliança com os partidos de direita Israel Beiteinu e União Nacional Religiosa, ambos favoráveis à extensão de assentamentos judaicos nos territórios ocupados.Segundo analistas, sua candidatura foi impulsionada pela rejeição dos eleitores seculares ao aumento vertiginoso da população ultra-ortodoxa, que hoje corresponde a 20% do total em Jerusalém. Como conseqüência do crescimento dos religiosos, que gozam de auxílios do Estado, judeus seculares passaram a procurar emprego e moradia em outras cidades, agravando a crise em Jerusalém - o 15°. município mais pobre do país.SURPRESAO atual prefeito de Tel-Aviv, Ron Huldai, conquistou um terceiro mandato sobre Dov Khenin, do partido comunista Hadash. O candidato derrotado, entretanto, foi uma das maiores surpresas das eleições. Na campanha, Khenin defendeu os direitos de árabes israelenses e políticas verdes, como o incentivo às bicicletas - o que agradou o eleitorado progressista.Em Haifa, principal cidade portuária de Israel, o prefeito Yona Yahav, do Partido Trabalhista, foi reeleito. Israelenses em 159 dos 253 municípios do país escolheram prefeitos e vereadores.APPRINCIPAIS RESULTADOSJerusalém - O candidato laico, Nir Barkat, derrotou o ultra-ortodoxo Meir PorushTel-Aviv - O candidato comunista recebeu 34% dos votos, chegando em segundo lugarHaifa - Venceu Yona Yahav, do Partido Trabalhista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.