Político liderava megacidade

Em fevereiro, Bo Xilai foi destituído do comando do PC chinês em Chongqing após sua mulher, Gu Kailai, ser acusada de matar o britânico Neil Heywood. Bo, que era cotado para ocupar um posto no Politburo, não foi mais visto. Em agosto, Gu foi condenada à morte pelo crime, mas sua sentença deve ser comutada em prisão perpetua. Esse é o maior escândalo na China desde o massacre da Praça Tiananmen.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.