Políticos italianos discutem plano que pode restituir Prodi

Dois dias depois de renunciar ao cargo de primeiro-ministro da Itália, Romano Prodi parece mais perto de retornar ao posto nesta sexta-feira, 23, depois que o presidente do país, Giorgio Napolitano, encontrou-se com importantes parlamentares para discutir a formação de um novo governo.Napolitano disse que tomará uma decisão no sábado sobre o futuro do governo, em crise. Após dois dias de consultas com líderes políticos, Napolitano disse a repórteres: "Esta noite tentarei organizar as diferentes propostas e meus pensamentos, e amanhã de manhã vou comunicar minha decisão." Prodi deixou o cargo na quarta-feira, 21, após uma vergonhosa derrota parlamentar sobre a política externa, incluindo o plano do governo de manter tropas no Afeganistão.Após conversas durante a noite passada com os líderes da coalizão, Prodi anunciou que conseguiu o apoio do grupo de centro-esquerda na plataforma que poderia fortalecer o governo e garantir seu retorno ao posto que ocupava.A vitória apertada sobre o então primeiro-ministro Silvio Berlusconi nas eleições de abril de 2006 deixou Prodi com uma maioria de apenas uma cadeira no Senado.Fica a cargo de Napolitano decidir o que será feito agora. O presidente tem discutido para determinar que líder político teria apoio suficiente para formar um governo viável.Napolitano pode requisitar a Prodi ou outro líder de sua coalizão que forme um novo governo. Ele pode também pedir a uma figura institucional acima das discussões politicas para formar um gabinete, possivelmente com apoio das duas coalizões, ou organizar novas eleições.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.