Políticos suspeitos de crimes perdem o cargo

O prefeito e os 30 vereadores da cidade de Reggio Calabria, no sul da Itália, perderam os cargos ontem, sob a suspeita de manter vínculos com a máfia. No ano passado, um dos legisladores locais foi preso suspeito de envolvimento com o crime. O governo italiano alegou que a destituição dos políticos foi preventiva e serviu para evitar possíveis infiltrações da Ndrangheta, a máfia que atua na região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.