Polônia adota plano de defesa para lidar com tensões

O presidente polonês Bronislaw Komorowski sancionou uma nova estratégia nacional de defesa nesta quarta-feira, afirmando que a mudança é necessária ante a instabilidade e as ameaças presentes na vizinha Ucrânia.

Estadão Conteúdo

05 de novembro de 2014 | 12h29

Komorowski disse que a medida é uma reação às coisas que "mudaram para pior no leste da fronteira da Polônia, onde surgiu uma área de instabilidade". Dentre os fatores negativos, o documento identifica a intensificação da política russa de enfrentamento e a anexação da Crimeia, que pertencia à Ucrânia.

A nova estratégia substitui planos realizados em 2007 e envolve mudanças nas áreas de defesa, política e economia em todos os níveis. Dentre outras determinações, a Polônia irá melhor ocupar suas bases militares no leste do país com tropas e equipamentos e acionar os soldados da reserva para treinamento. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
PolôniadefesaRússiaUcrânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.