THORKILD AMDI/EFE
THORKILD AMDI/EFE

Polônia detém líder checheno exilado procurado pela Rússia

Akhmed Zakayev é acusado por Moscou de estar por trás de atentados terroristas

Efe

17 de setembro de 2010 | 10h12

VARSÓVIA - A polícia da Polônia deteve nesta sexta-feira, 17, o líder do movimento checheno no exílio, Akhmed Zakayev, alvo de uma ordem internacional de detenção emitida pela Rússia, informaram fontes da Justiça polonesa.

 

Zakayev se encontra na Polônia para participar do Congresso Mundial da Nação Chechena, realizado nas cercanias de Varsóvia. As autoridades polonesas anunciaram que deteriam Zakayev, acusado pela Rússia de atos terroristas, caso ele estivesse em território polonês por causa do congresso.

 

O líder rebelde da Chechênia vive em Londres, onde obteve asilo político em 2002, apesar de a Rússia o acusar de atos terroristas e ter solicitado sua extradição em repetidas ocasiões.

 

A alta cúpula chechena elegeu as proximidades de Varsóvia para realizar seu congresso pela simpatia que sua causa desperta entre o povo polonês, tradicionalmente discrepante com a política russa. "Decidimos fazê-lo na Polônia porque não há outro país no mundo tão sensível com nossa miséria", explicou o organizador do congresso, Deni Teps.

 

O embaixador russo na Polônia, Aleksander Alekseyev, alertou sobre a possibilidade de que pessoas suspeitas de terrorismo pudessem participar do congresso, e reiterou "a atitude extremamente negativa" de Moscou perante este tipo de provocações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.