Polônia deve assinar acordo para ter mísseis dos EUA

O primeiro-ministro da Polônia, Donald Tusk, disse que seu país e os Estados Unidos deverão assinar ainda hoje um acordo para a instalação de uma base norte-americana de mísseis em seu país. Citado pela agência de notícias polonesa PAP, Tusk ressalvou que o acordo é preliminar e que as negociações não estão concluídas, porque "permanecem algumas questões técnicas".A Polônia é um dos países vizinhos da Rússia que estiveram sob influência soviética durante a Guerra Fria e vêm sendo atraída para alianças militares com os EUA, a exemplo de Ucrânia, Letônia, Lituânia, Estônia, República Checa, Geórgia, Azerbaijão, Usbequistão, Casaquistão e Turcomenistão. Esse movimento é visto por Moscou como um cerco, o que seria um dos fatores para a violenta reação russa à ofensiva militar da Geórgia contra a província separatista da Ossétia do Sul, na semana passada. Os EUA dizem que os sistemas de mísseis que pretendem instalar na Polônia e na República Checa são puramente defensivos. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.