Polônia mantém presença no Iraque, mas reduz tropas

A Polônia manterá soldados no Iraque até pelo menos o final de 2005, mas reduzirá drasticamente o contingente a partir do início do próximo ano, anunciou nestedomingo o primeiro-ministro Marek Belka. Uma resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) permite à Polônia, que comanda uma força de 17 países na região centro-suldo Iraque, ficar até o fim de 2005. Apesar disso, o governo polonês ainda não definiu qual será o papel do Exército do país no Iraque depois disse, comentou Belka durante uma visita ao Campo Babilônia, sede das tropas da Polônia no país árabe.

Agencia Estado,

18 de julho de 2004 | 18h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.