Polônia planeja aumentar suas tropas no Afeganistão

O ministro da Defesa da Polônia, Bogdan Klich, disse ontem que planeja elevar o número de soldados poloneses no Afeganistão, onde tropas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) lutam contra a insurgência do Taleban. Klich disse que irá apresentar seus planos para aumentar as forças polonesas no Afeganistão para que o presidente Lech Kaczynski, que pediu mais soldados para as missões afegãs, possa assinar a decisão em breve.

AE-AP, Agencia Estado

18 de março de 2009 | 19h25

Kaczynski é o comandante-em-chefe do Exército polonês e tem de concordar com a realização das missões militares estrangeiras. A Polônia, que é membro da Otan, tem cerca de 1.600 soldados na Província central afegã de Ghazni. Klich não disse quantos soldados a mais seriam enviados para o território afegão, mas afirmou que gostaria que eles chegassem ao local no final de abril ou início de maio.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ordenou recentemente o envio de milhares de novos soldados norte-americanos para o sul do Afeganistão, a região central do Taleban. A atual administração pediu que outros aliados da Otan façam mais no país. O secretário-geral da Otan, Jaap de Hoop Scheffer, quer que mais tropas façam a segurança antes e durante as eleições no país, programadas para agosto.

Tudo o que sabemos sobre:
PolôniaOtantropasAfeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.