Kacper Pempel/REUTERS
Kacper Pempel/REUTERS

Polônia registra maior número diário de mortes por covid na quarta onda da pandemia

Foram reportados 794 mortes nesta quarta-feira, segundo vice-ministro da Saúde, Waldemar Kraska; o aumento de casos diários forçou as autoridades a endurecer as restrições de circulação

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de dezembro de 2021 | 05h55

A Polônia registrou 794 mortes relacionadas à covid-19 nesta quarta-feira, 29, o maior número diário na chamada quarta onda da pandemia de coronavírus, informou o vice-ministro da Saúde, Waldemar Kraska, ao canal de televisão privado polonês Polsat News.

O vice-ministro acrescentou que o número pode ser resultado do atraso na divulgação de informações devido ao feriado de Natal. Ele afirmou que mais de 75% dos óbitos foram de pessoas não-vacinadas.

“Acho que estamos experimentando um pico no número de pessoas que estão morrendo”, afirmou ao canal de televisão.

A Polônia tem enfrentado um número alto de casos diários na quarta onda, que forçou as autoridades a endurecer as restrições de circulação no País. Nesta quarta-feira, foram registrados 15.571 novos casos de coronavírus. 

Apesar do crescimento de casos, a Ômicron ainda não representa gravidade no País, que, na última terça-feira, 28, registrou apenas 25 casos da variante, afirmou o vice-ministro.

Outros países europeus têm anunciado medidas restritivas contra o avanço da variante Ômicron no continente. Itália e Espanha voltaram a exigir o uso de máscaras em público, enquanto a Grécia baniu eventos até o dia 3 de janeiro. / COM INFORMAÇÕES DA REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.