Polônia 'se expõe a ataque', ameaça general russo

O acordo fechado pela Polônia para receber um escudo antimísseis dos Estados Unidos expõe o país europeu a ataques, advertiu hoje o general Anatoly Nogovitsyn, subcomandante do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia. Citado pela agência russa de notícias Interfax, o general observou que a Polônia "está se expondo a um ataque". Trata-se do mais duro comentário de uma autoridade russa contra o plano americano de desenvolver elementos de um sistema de defesa de mísseis em antigas nações do bloco soviético.Polônia e EUA assinaram ontem um acordo por meio do qual a nação européia aceitou receber uma bateria de defesa que integra um sistema promovido por Washington. O governo americano alega que o objetivo do sistema é defender aliados de ataques, mas Moscou denuncia que o objetivo real seria enfraquecer a Rússia. A assinatura do acordo ocorre em um momento no qual funcionários americanos têm criticado a Rússia pela intervenção militar na Geórgia depois de Tbilisi ter deflagrado uma ofensiva contra a Ossétia do Sul, uma província separatista georgiana cuja maior parte da população é russa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.